terça-feira, 30 de outubro de 2012

Bullying e a Bíblia: como ajudar as vítimas da intimidação

Escrito por : Trabalhinhos Blog | Hora : 15:59 | Tag :
Esse post foi extraído e traduzido do site http://www.christianitycove.com
Algumas modificações foram feitas por causa da diferença de termos de cada idioma.

Eu sofri bullying na escola durante boa parte de minha vida escolar. Conheço de perto a dor que cada criança vítima dessa maldade sofre em seu coração, muitas vezes sem ter com quem compartilhar e sem saber como lidar.



Início


Como qualquer pai ou mãe vão lhe dizer, o bullying é um grande problema para as crianças de hoje.Separamos algo sobre o tema "bullying e a Bíblia".
Nosso objetivo é simples: queremos preparar as crianças para enfrentar os desafios modernos do Bullying voltando-se para a Bíblia em busca de sabedoria, esperança e força.
Ao longo da história, duas coisas não mudaram: a palavra de Deus e a natureza humana. A palavra de Deus fala alto e claro sobre o tema do bullying, e as histórias são relevantes sobre assédio moral e bullying.
Pedimos a 6 melhores e mais brilhantes líderes para responder a mesma pergunta do site:
Qual a história bíblica, passagem ou personagem para ensinar a uma criança vítima de bullying?
Cada um dos seis especialistas preparou sua resposta de forma independente, e nós simplesmente compilamos suas idéias maravilhosas e diversificadas abaixo.
Nós esperamos que você aproveite a discussão.
Mesa Redonda: O bullying e a Bíblia

Marty Machowski
Pastor na
Covenant Fellowship em Glen Mills, PA e autor de História Evangelho para Crianças (Gospel Story for Kids.)
Enquanto não temos qualquer registro de Jesus sendo intimidado ou maltratados como um menino, Jesus falou de como devemos nos relacionar com aqueles que são rudes e isso significa para nós, que se aplica ao bullying.
Jesus disse: "Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odeie o seu inimigo'. Mas eu vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem, para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus. Ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre os justos e sobre os injustos. Porque, se amais os que vos amam, que recompensa que você tem? Se até mesmo os cobradores de impostos fazem o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, o que mais está fazendo do que os outros? Não são assim também os gentios? Sede, portanto, perfeitos, como o vosso Pai Celeste é Perfeito. "(Mateus 5:43-48)
Quando alguém nos maltrata, o instinto natural é sentir raiva ou mesmo ódio contra essa pessoa. Mas Jesus aqui nos aponta para uma resposta muito diferente. Você vê que, quando éramos inimigos de Deus, Ele nos amou, enviando o seu único Filho Jesus para morrer na cruz por nossos pecados para que pudéssemos ser perdoados. É esse mesmo tipo de amor que Jesus nos diz para estender aos nossos inimigos.
Toda vez que uma criança é intimidada, ela precisa de ajuda no processamento de como lidar com a dor, medo e raiva que resulta. Quando as levamos para o evangelho, damos a oportunidade de processar o que aconteceu. Qual a melhor maneira de ajudar os nossos filhos a compreender que o mundo está cheio de almas perdidas que precisam de nossas orações? Qual a melhor esperança para passar de um incidente de assédio moral e de apontar-lhes a cruz e o sacrifício de Jesus por nossos pecados e, em seguida, convidando-os a estender o mesmo perdão para aqueles que nos oprimem.

Carol Koch
Fundadora / pastora sênior da Igreja Cristo Triunfante (
Christ Triumphant Church)
Eu levo um grupo de oração Infantil (de 5 anos = ou -) nas noites de terça-feira em nossa igreja. Eu busco equipar as crianças em todas as áreas de oração, ( orar pela cura, orando pelas nações, etc) como parte da programação eu sempre incluo um tempo que eu chamo de "ouvir orando" (imersão na oração), que é o tempo de ouvir Deus falar ao seu coração.
Depois temos o momento de silêncio e eu sempre pergunto se Deus falou com eles, se há algo que está incomodando, se eles querem que nós oremos e ministremos sobre eles.
Eu fiquei impressionado especialmente nos últimos 5 a 6 anos, as crianças que pedem oração por alguém na escola, no ônibus, ou por um vizinho, que foi cruel com eles, bateu neles ou e de alguma forma intimidou-os . Na maioria das vezes eles disseram isso longe de suas mães. O ambiente de oração cria uma atmosfera onde a criança se sente segura para compartilhar o que aconteceu. Eu escuto, então normalmente peço-lhes para dizer como se sentiram. É importante para a validação de seus sentimentos que não se rejeite isso com observações como "crianças são crianças".
Eu poderia responder com "Eu sinto muito o que aconteceu com você, eu posso ver por que isso te incomodou". Nós (os pequenos e eu) vamos orar por eles, (isso abre a discussão para que os outros compartilhem situações semelhantes). Se o medo está envolvido, eu compartilho a escritura que diz que "Deus não lhes deu um espírito de medo, mas de poder, de amor e de controle." Então oriento-os a usar a escritura quando sentem esses sentimentos de medo, de dizer o verso até eles se sintam melhor.
Encorajo-os a contar para os seus pais ou para a pessoa responsável, ou um adulto de confiança. Eu geralmente compartilho com um dos pais o que aconteceu, e sugiro que eles separem um tempo para conversar com a criança sobre o que está acontecendo em sua vida, sem a sensação de que a criança que traiu sua confiança. Nos dias em que vivemos todos nós estamos tão ocupados, muitas vezes ficamos tão distraídos pela vida que perdemos coisas que poderiam acontecer com nossas crianças. Arranje tempo para desenvolver uma vida de oração com os seus filhos e deixe-os aprender a expressar seus sentimentos.

Bernadette O'Shea
10 anos de experiência em Educação Cristã e Ministério

Uma criança que sofre bullying é um herói. É preciso coragem para enfrentar cada dia sabendo que você vai ser insultado ou esmiuçado. Se uma criança chega até você com o problema do bulling, há várias coisas que você pode fazer para ajudar.
Elogiar a criança para vir para a frente. Elogiá-los por sua força para tomar uma posição. Falar palavras de vida a essas crianças. Eles foram feridos e estão propensos a ter baixa auto-estima. Certifique-se de que eles entendem que eles podem compartilhar com segurança com você. Muitas crianças que estão sendo vítimas de bullying não tem uma pessoa em quem confiam para falar. Eles podem pensar que não podem falar sobre isso sem repercussões ruins.
As crianças precisam ser ensinadas a ser corajosas e a se defender. Ensinar uma criança a ter uma auto-imagem saudável de si cria uma criança confiante. Eles não merecem ser tratados nada menos do que como o tesouro que são.
Num capítulo do livro de Reis lemos a história de Jezabel. Ela era uma valentona que usou seu poder para fazer o mal. Foi preciso coragem de Elias  para se levantar contra Jezabel e vencê-la. Primeiro Samuel 17 conta a história de Davi e Golias. Um jovem sem formação levantou-se contra um poderoso guerreiro que foi um torturador.David não permitiu que a fraqueza o dominasse. Ele enfrentou Golias com a ajuda de Deus e venceu.
Uma criança que tenha sofrido bullying podem ter desenvolvido crenças ruins sobre si mesma. É importante ensinar as crianças a combater o que foi dito e feito contra eles. Incentive-os a compartilhar ou escrever o que foi dito e feito para eles. Então, mostre nas Escrituras o que Deus diz sobre isso. Se eles dizem que eles são feios: a palavra de Deus diz em Salmos 47:11 que "O Rei está encantado com a sua beleza". A vida de cada pessoa tem valor. Nós fomos criados com um propósito (Jeremias 01:05).Quando cumprimos esse propósito entramos em nosso destino e tocamos a vida dos que nos rodeiam.Como uma criança percebe o seu valor e importância, consegue levantar-se para o que pode vir á frente.

Amber Smith
Consultora Infantil Ministério e Diretor de Criação
Escritura: Mateus 27:27-30 (NVI) 
Os soldados zombam de Jesus
Os soldados do governador levaram Jesus ao palácio, que foi chamado Pretório. Todo o resto dos soldados se reuniu em torno dele. Eles tiraram a roupa dele e colocou um manto de púrpura. Em seguida, eles torceram espinhos juntos para fazer uma coroa. Eles colocaram na cabeça dele. Eles colocaram uma vara em sua mão direita. Em seguida, eles caíram de joelhos na frente dele e fizeram piada com ele. "Salve, rei dos judeus!", Disseram. Eles cuspiram nele. 
Jesus conhece de primeira mão o que é ser intimidado. Depois de Jesus ter sido preso os soldados bateram nele. Pode ser difícil falar sobre o abuso que você sofre de um valentão, porque você se sente como se ninguém pudesse te compreender. Você pode sempre falar com Jesus, mesmo que se sinta como se não pudesse falar com alguém, porque Ele sabe exatamente o que é ser machucado tanto fisicamente como emocionalmente.
O que você deve ter em mente, no entanto, é que, mais tarde nesta história da Bíblia, Jesus perdoa aqueles que o machucam, dizendo a Seu Pai no céu, "Pai, perdoa-lhes. Eles não sabem o que estão fazendo. "(Lucas 23:32, NVI). Há poder no perdão. Por mais difícil que possa ser, você deve seguir o exemplo de Jesus e perdoar os valentões que machucaram você também.
  
Kenny Conley
Pastor NextGen na 
Gateway Church em Austin, TX
Saiba mais de Kenny em seu Blog- 
Childrens Ministry Online
Inicialmente, ao falar sobre a questão do assédio moral, o meu pensamento foi para as histórias de Davi e do rei Saul. O rei Saul tinha alguns problemas de insegurança muito significativas e sentia-se incrivelmente intimidado por David. Sem nenhuma razão, (exceto por ser ciumento), o rei Saul procurou trazer prejuízos para Davi.
Às vezes as pessoas que estão lidando com a insegurança ou outras questões vão nos tratar de forma inadequada, assim como o rei Saul fez com Davi. Davi teve um nível muito elevado de respeito para com Saul. Ele sabia que Saul era amado por Deus e que tinha sido ungido por Deus, por isso não procurou prejudicar Saul. Devemos tirar uma lição aqui.
Mesmo quando um valentão nos trata com desrespeito, é importante lembrar que Deus fez aquele valentão e cuida dele ou dela também. Podemos tomar qualquer ação que nossos pais ou professores sugerem, mas é importante lembrar que Deus ama o / e devemos tratá-lo / la do jeito que Deus o vê.
  
Brittany Sky Stanley
Editora de  Recursos para a Infância United Methodist Publishing House
Blog- 
iHeartChildren
Ser intimidado é uma coisa difícil de se lidar. É difícil falar, difícil de entender, e difícil de esquecer. Eu não conheço uma alma que sabe verdadeiramente um método à prova de gente assim, mas há uma verdade que eu sei. Deus criou cada um e de todos os seres na terra e viu que eles eram bons. Você é bom. Você não é insignificante, ou qualquer uma das outras coisas odiosas que estão sendo ditas, ou feitas. Você é bom.
Deus tomou grande cuidado em fazer você do jeito que você é, e viu que tudo era bom sobre você. Quando as coisas parecem escuras, lembre-se que você é importante para Deus. Você é uma bela criação. Você tem um lugar especial aqui na Terra.


Fontes:
portaldoprofessor.mec.gov.b
educadora para a vida
christianity cove

google+

linkedin

4 comentários

Tulis comentários
avatar
17 de dezembro de 2012 17:05

Olá é um prazer encontrar seu blog, pois tem um conteúdo muito bom, e posso dizer que aqui se aprende, dou-lhe os parabéns.
Deixo aqui também um desejo de Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog para o seguir também.
Que haja paz e saúde no seu lar.
Sou António Batalha.

Reply
avatar
30 de dezembro de 2012 15:47

Amados, entrei no seu abençoado blog, e verifiquei que aqui há vida, e que o amor de Jesus impera.
Dou-lhe os parabéns por este belo blog, que é mais uma ferramenta para levar a Palavra de Deus.
Tenho um blog que fazia gosto se o conhece-se, O peregrino e servo.
Também ficaria honrado se fizesse parte dos meus amigos virtuais.
Decerto que irei retribuir.
Fique na paz de Jesus. Com votos de um Ano Novo cheio de vitórias em Cristo.
António Batalha.

Reply
avatar
30 de dezembro de 2012 16:22

Encontrei o seu blog, estive a folhear achei-o muito bom, feito com muito bom gosto.Tenho um blog que gostava que conhecesse. O Peregrino E Servo.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog para o seguir também.
Que haja paz e saúde no seu lar.
Com votos de um Ano Novo cheio de saúde e de grandes vitórias.
Sou António Batalha.

Reply
avatar
31 de dezembro de 2012 12:43

...Graça e Paz! Quero desejar um feliz e abençoa ano de 2013. Que a graça de Deus nos acompanhe porque é ela que nos faz transpor barreiras. Não estamos sós, temos a ajuda do Santo Espírito e é ele que nos conduzirá ao centro da vontade de Deus. E não podemos nos esquecer de que tudo concorre para o bem daquele que ama a Deus!

Quero deixar o convite para conhecer e seguir o blog 'Apascentar os Pequeninos, para mim será uma honra!

Reply

Google+ Followers